STJ DETERMINA QUE GOOGLE QUEBRE O SIGILO DE E-MAIL DE INVESTIGADO DE CRIMES

A Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou que a empresa Google Brasil cumpra ordem judicial

POLÍTICA DE DEFESA CIBERNÉTICA BRASILEIRA É NORMATIZADA

A matéria foi disciplinada por Portaria do Ministério da Defesa

5 DICAS PARA PROTEGER SMARTPHONES E TABLETS

Veja como se proteger usando dispositivos móveis

HACKERS: AMEAÇA OU PROTEÇÃO PARA A SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO?

Leia o artigo do Dr. Higor Jorge, coautor da obra Crimes Cibernéticos - Ameaças e procedimentos de investigação.

QUAL É O MELHOR ANTIVÍRUS GRATUITO?

Leia sobre a avaliação da INFO sobre os antivírus gratuitos mais baixados

terça-feira, 4 de março de 2014

Seminário CDECAT aborda Intimidade na Internet: uma nova forma de violência contra a Mulher

Dia 13 de março (09h00/13h00), mês em quem comemoramos o Dia Internacional das Mulheres, temos um encontro imperdível na OAB/SP(Praça da Sé), com a jornalista, apresentadora e produtora do Programa Bom Dia+, ROSE LEONEL, no seminário “Intimidade na Internet: uma nova forma de violência contra a Mulher”.

Sete anos após viver o drama de ter sua intimidade divulgada na internet como meio de vingança pelo seu ex-namorado, a jornalista ainda luta para reconstruir sua vida. 

Fundadora da ONG Marias da Internet, que apoia mulheres em iguais condições, ela é exemplo de coragem e superação frente ao julgamento social que tem feito vitimas fatais, em especial as jovens e adolescentes.

Na presidência da mesa, Dra Gisele Fleury, Conselheira da OAB/SP, Diretora Executiva da CAASP e Doutora Katia Boulos, presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB/SP, e, 

Para debater esse tema tão preocupante e recorrente em nossa sociedade, Elas terão a palavra:

A perita criminal, Iolanda Garay, que atuou, concedeu várias entrevista e emitiu pareceres nos casos trágicos envolvendo as adolescentes e a própria jornalista, Rose Leonel. Especialista da informação, qualificou-se como analista do comportamento corporal no Treinamento de Detecção de Mentira, Técnicas de Entrevista e Interrogatório pelo Instituto BATI (Behavior Analysis Training Institute), Califórnia, EUA que é uma das mais renomadas instituições de treinamento em análise de comportamento corporal dos Estados Unidos. Treina agentes da Polícia Norte-americana, FBI, Forças Armadas Norte-americanas e de polícias do Canadá e da Europa. É parte da equipe do Instituto BATI/Brasil. Treinamento em perícia forense cibernética pela E-Net Security, com o perito forense digital Wanderson Castilho;

A professora Alice Bianchini, considerada uma das maiores expoentes no tema “violência contra a mulher”, Doutora em Direito Penal (PUC-SP). Mestra em Direito (UFSC). Coeditora do Portal Atualidades do Direito. Coordenadora do Curso de Especialização em Ciências penais da Anhanguera-Uniderp/LFG. Presidenta do IPAN – Instituto Panamericano de Política Criminal. Integrante da Comissão Especial da Mulher Advogada do Conselho Federal da OAB. Autora de várias obras publicadas. Coordenadora do Pós Graduação Criminologia, Política Criminal e Segurança Pública, na rede LFG, juntamente com o Prof. Luiz Flávio Gomes;

A professora Camilla do Vale Jimene, Advogada do escritório Opice Blum, Bruno, Abrusio e Vainzof Advogados Associados, atuante na área do Direito Eletrônico com ênfase no uso da Internet, das novas tecnologias e suas vertentes. Pós-graduada em Direito Processual Civil pela PUC-SP. Professora de graduação da Universidade Paulista (UNIP) e do MBA em Direito Eletrônico da Escola Paulista de Direito (EPD). Professora convidada da Pós-graduação nos cursos de Computação Forense e Governança de Tecnologia da Informação da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Palestrante convidada por diversas instituições, tais como OAB, UNESP, UNICAMP, PUC/SP, entre outras. Autora do livro “O Valor Probatório do Documento Eletrônico” (Ed. Sicurezza);

A professora Gisele Truzzi, Advogada especialista em Direito Digital e Direito Criminal, Graduada em Direito pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (2004), Pós-graduada em "Gestão e Tecnologias em Segurança da Informação" (Faculdade Impacta Tecnologia - 2010), Extensão em "Direito da Tecnologia da Informação" (Fundação Getúlio Vargas – FGV – 2007); Professora convidada da Pós-Graduação da Escola Superior de Advocacia da OAB/SP (ESA) e de cursos de MBA e de pós-graduação da FIA-USP, do IBTA e da FASP,Membro da Comissão de "Crimes de Alta Tecnologia” da OAB/SP, Membro do grupo de assuntos legislativos da “Comissão de Ciência e Tecnologia” da OAB/SP, Articulista do Portal “TI Especialistas”;

A Procuradora Federal Janice Agostinho Barreto Ascari, Especialista em Direito Eletrônico, Membro da Academia Brasileira de Direito Criminal, conhecida como “a maior estrela feminina do Ministério Publico Federal” atuando em vários casos emblemáticos e autora de vários artigos, envolvendo o Direito Eletrônico e, 

A Delegada de Polícia Federal Tatiane da Costa Almeida da Unidade de Repressão ao Tráfico de Pessoas/ Divisão de Direitos Humanos, como representante da Associação dos Delegados de Polícia Federal, que falará sobre a polêmica do "Sexting", que acabou se tornando uma prática criminosa e vingativa, estimulando a pornografia infantil e a pedofilia em casos envolvendo menores, a maior preocupação momento.

Para encerrarmos, uma Homenagem especial a todas as Mulheres, prestada pela Dra. Thais Fernanda Bizarria, Advogada, Coordenadora da língua portuguesa e redação jurídica na Comissão do Acadêmico de Direito da OAB/SP, membro efetivo das Comissões da Mulher Advogada e do Jovem Advogado da OAB/SP. Escritora e apresentadora do quadro Rimando e Aprendendo Direito na Rádio Nacional AM de Brasília.

Contamos com a presença, de todos neste dia especial em apoio e solidariedade a esta causa!

Liz Bernardes - Idealizadora e Coordenadora dos Projetos da Presidência da CDEAT/SP - e Dr. Coriolano Almeida Camargo - Presidente

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Artigo: E-readers são a melhor opção para quem prefere os livros digitais

Por Ciro Oliveira

O hábito de comprar e ler e-books tem se tornado cada vez mais comum entre os brasileiros, seja em tablets, computadores, smartphones ou leitores específicos, como o Kindle e o Kobo. No ano passado, o faturamento com livros digitais no país cresceu 343% em relação ao ano anterior. Com a chegada da Amazon ao Brasil, a expansão da AppStore e do Google Play – que agora vendem livros e filmes - esse número deve crescer ainda mais.

Imagem: ICET UFAM
Para quem tem o hábito de ler livros digitais, usar os leitores específicos, os chamados e-readers, traz inúmeras vantagens. Além de serem mais práticos – já que foram pensados exclusivamente para isso – esses dispositivos não são ameaçados por vírus. Apesar de poderem ser conectados à internet, o que teoricamente é uma porta de entrada a todos os tipos de vírus e malwares, esses aparelhos sequer têm antivírus específicos que possam ser instalados.

Mesmo assim, vale ficar de olho quando for baixar um livro, principalmente se não for de alguma das lojas oficiais. Geralmente os e-books são em formato AZW, MOBI, PDF, EPUB, TXT, IBA e HTML. Nunca em formato executável, o EXE.

A Amazon lançou recentemente em vários países o Kindle Fire – ainda indisponível no Brasil -, que além de funcionar como um e-reader é um tablet, com acesso à Amazon AppStore. Este sim se enquadra como um leitor de livros que é suscetível a ameaças e que deve ser protegido por um antivírus atualizado, assim como todos os tablets do mercado – inclusive o iPad, pois o sistema Macintosh, apesar de menos visado, também é vulnerável

Para os tablets valem as mesmas regras da navegação online, como não baixar anexos de fontes desconhecidas, não clicar em qualquer link e até mesmo tomar cuidado com os sites que acessa, devido ao método Drive-by download. Essa técnica consiste em inserir códigos maliciosos em sites vulneráveis, em formas de scripts. Assim, caso o computador tenha alguma falha de segurança o arquivo será baixado automaticamente, como explica essa start-up de antivirus gratuito.

Quem usa o sistema Android deve tomar ainda mais cuidado. Pesquisas apontam que 90% dos vírus de aparelhos móveis são destinados ao sistema do Google.

domingo, 17 de novembro de 2013

McAfee apresenta aos consumidores “Os 12 Golpes do Final de Ano”

Fonte: Divulgação McAfee
A empresa de antivírus McAfee, uma das mais importantes do setor, divulgou sua lista anual “Os 12 Golpes do Final de Ano” (12 Scams), que elenca os golpes mais comuns que cibercriminosos aplicam durante as festas de fim de ano para se aproveitar de consumidores que fazem suas compras online. 
Os cibercriminosos usam esses golpes para subtrair informações pessoais, ganhar dinheiro rápido e distribuir malwares. Como as compras pela Internet estão crescendo rapidamente no mundo todo, consequentemente as ameaças igualmente aumentam. 

“A possibilidade de cibercriminosos roubarem informações pessoais é enorme, pois os consumidores acessam a Internet e trocam mensagens por meio de vários dispositivos, que, muitas vezes, não estão devidamente protegidos, ficando vulneráveis ao roubo de identidade e muito mais”, afirmou Michelle ennedy, Vice-Presidente e Diretora de Privacidade da McAfee. 

“Entender a mentalidade dos criminosos e ter consciência de como eles estão tentando tirar vantagem dos consumidores, nesta época do ano, pode ajudar a evitar circunstâncias complicadas, pois os dispositivos estão cada vez mais presentes, inclusive entre as crianças” conclui a executiva.

Para ajudar os consumidores a se manterem alertas quando navegarem pela Internet em busca de ofertas, viagens e presentes, a McAfee identificou “Os 12 golpes de Final de Ano”, listando essas ameaças digitais além de indicar dicas de segurança.

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Relatório Trend Micro - Desafios de Segurança Cibernética no Brasil

Quotas de participação de país enviando spam na América Latina
Conheça o relatório publicado pela Trend Micro sobre as tendências e os desafios atuais da segurança digital e do crime cibernético no Brasil. O material, segunda a empresa de AV, é um complemento do relatório “Tendências da Segurança Cibernética e Respostas Governamentais na América Latina e Caribe”, publicado pela Organização dos Estados Americanos (OEA) em parceria com a Trend Micro no 2º trimestre de 2013.

O estudo faz uma análise detalhada do Brasil como parte estratégica da pesquisa contínua da Trend Micro para compreender a real situação das ameaças, da segurança digital e da economia clandestina do crime cibernético.

O Brasil é o maior país da região latino-americana. Este relatório mostra que isso se reflete nas ameaças que o país enfrenta, nos fatores que motivam a criação destas ameaças e na natureza da economia clandestina do país.

O estudo se concentra em cinco áreas de pesquisa:
1. Tendências do crime cibernético
2. Razões para o aumento da atividade do crime cibernético
3. Ameaças no Brasil em números
4. Atividade clandestina
5. Políticas públicas de segurança cibernética

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Agenda: Encontro Brasileiro de Analistas de Redes Sociais

Passo aqui para divulgar uma agenda interessante. Mantendo a tradição de organizar um evento anual sobre a temática da análise de redes sociais, o GIARS - Grupo de Pesquisa Interdisciplinar em Análise de Redes Sociais, com apoio da CAPES, FAFICH, CPEQS, Programa de Pós Graduação em Sociologia - UFMG, CEDEPLAR e PUC-MG, promoverá entre os dias 28 de outubro e 01 de novembro, no campus da UFMG, o Encontro Brasileiro de Analistas de Redes Sociais

Durante o encontro serão oferecidos mini-cursos em Análise de Redes Sociais nos níveis introdutório, intermediário e avançado. Os analistas de redes ainda poderão participar do Seminário GIARS Especial, oportunidade para apresentarem suas pesquisas e dialogarem com outros pesquisadores.

Agenda e informações clique aqui.