domingo, 16 de janeiro de 2011

Antivírus: Testes com o Malwarebytes Anti-Malware v1.50

O Victor Hugo Cardoso (siga-o no Twitter), do site SeuMicroSeguro.com, fez a avaliação da nova versão do Malwarebytes Anti-Malware v1.50. Leia o texto e os resultados do teste em vídeo:

Assim como qualquer outro programa anti-malware, o Malwarebytes não dispensa o uso de um bom antivírus, pois não possui uma série de recursos de segurança presentes somente em programas antivírus. Contudo, proteção nunca é demais, então é recomendável a utilização dos dois tipos de software em conjunto


Verificação
É recomendável que você faça varreduras periódicas no seu sistema, em busca de programas maliciosos. Para isso, utilize a aba “Verificação”. Existem dois tipos de exames. A verificação rápida busca as ameaças mais conhecidas e as remove do computador. Já a verificação completa, faz uma operação pente-fino em todas as unidades físicas para tentar encontrar programas que possam representar ameaça.
*A aba “Proteção” não está disponível na versão gratuita do programa. Para habilitá-la você precisará comprar uma licença para utilizar este recurso, que defende sua máquina de tentativas de invasão vindas através da rede em tempo real.

Atualizações
Manter o PC limpo é obrigação do usuário. O sistema de atualizações dos programas anti-malware é extremamente importante, pois diariamente surgem novas ameaças ansiosas para se espalharem, danificarem e roubarem dados de sua máquina. Para não cair na armadilha delas, sempre que possível vá até a aba “Atualização” e clique no botão “Verificar atualizações”. Assim, você garante que o seu computador permanecerá barrando programas nocivos.

Logs
Para ter um maior controle sobre as atividades do programa, acesse a aba “Logs”, que é onde todos os relatórios do anti-malware serão listados. Também é exibido um log automaticamente, sempre que você terminar de fazer uma verificação.

Ignorados
Durante a verificação, o Malwarebytes` pode ignorar alguns tipos de ameaça. Se isso ocorrer, os programas ignorados serão listados nessa aba, podendo ser removidos manualmente pelo usuário.

Configurações
Não é necessário que você altere nenhuma opção dessa aba, pois tudo já está configurado para uma execução perfeita. Só marque ou desmarque algo quando tiver certeza do que está fazendo. É recomendável que usuários com pouco conhecimento em segurança não mexam nessa tela.

Ferramentas
Juntamente com a proteção, o Malwarebytes possui algumas funcionalidades adicionais, como enviar um erro para os desenvolvedores. Caso o programa identifique algum programa como malware, mas você tenha certeza de que ele não é, clique no botão “Reportar Falso Positivo”. É possível que isso aconteça, pois certos programas, apesar de não representarem ameaça, modificam outros programas de alguma forma, fazendo com que eles sejam falsamente acusados de ameaçadores.

Se o arquivo infectado estiver protegido pelo seu sistema operacional, o Malwarebytes não conseguirá removê-lo. Para isso existe a ferramenta “FileASSASSIN”, que força a exclusão do arquivo infectado. Você também pode usá-la para excluir do computador qualquer outro arquivo que esteja protegido. Mas cuidado, pois fazendo isso, você pode tornar o sistema instável ou até imprestável, necessitando de uma reinstalação.

Link para o texto do Flávio: clique aqui.

Veja o vídeo com os testes:

1 comentários:

Postar um comentário