sábado, 6 de outubro de 2012

Indicação: Qual é o melhor antivírus gratuito?

Indico para leitura, por ser importante para a segurança virtual, a avaliação da INFO sobre os antivírus gratuitos que mais tiveram downloads por aquele site: AVG, Avira, Avast, Imunnet e Microsoft Security Essentials


Segundo a INFO, os antivírus enfrentaram uma amostra com 21.587 vírus. No pacote, feito com pragas que surgiram no mercado de 2010 para cá, constaram malwares de todo tipo: cavalo de troia, botnet, time bombs, worms, hijackers, entre outros. Além do poder de detecção, o INFOlab avaliou a capacidade dos antivírus em detectar phishings e o desempenho de cada um deles durante a varredura da máquina.
Imagem: INFOlab

O INFOlab avaliou ainda o desenho da interface e a facilidade de uso cada um dos programas. Um antivírus complexo de usar é difícil de configurar, ou seja, dificulta a vida dos usuários. Os recursos extras também foram avaliados – eles são importantes para ampliar a proteção do micro.

Considerações da INFO sobre o teste realizado:

- O INFOlab testou os antivírus nas mesmas condições, ou seja, no mesmo sistema operacional (Windows 7 Ultimate 64 Bits totalmente atualizado) e no mesmo computador: um PC equipado com um processador AMD FX-8150 de oito cores de 3,6 GHz, 4 GB de memória RAM e disco SSD de 128 GB.

- os antivírus enfrentaram ainda um repositório de phishings. Os endereços foram acessados a partir do navegador Internet Explorer 9, devidamente atualizado, com as configurações padrões e, inclusive, sem nenhum tipo de add-on ou extensão. O recurso filtro de segurança, que usa recursos de proteção do Windows, foi desabilitado durante o teste.

- todos os programas, durante o teste, tinham as atualizações – definições contra vírus - mais recentes disponibilizadas pelos fabricantes.

- um antivírus bom não pode ser medido apenas pelo nível de detecção, mas também pelos recursos extras e, claro, desempenho. Por isso, esses dois tipos de dados foram levados em consideração na avaliação dos produtos.


Quer ver o resultado? Acesse a matéria completa no site da INFO, neste link.

0 comentários:

Postar um comentário